7 Bloqueios Do Pensamento Criativo e Como Os Ultrapassar 2

7 Bloqueios do pensamento criativo e como os ultrapassar.

“A criatividade é como a ginástica: quanto mais se exercita mais forte fica.” Walt Disney

Introdução.

Cada um de nós tem poder para ser criativo. Faz parte da natureza dos seres humanos. O problema é que nós, frequentemente, bloqueamos a nossa criatividade natural e por isso cometemos erros de pensamento e criamos mais problemas do que devemos.

Aqui estão 7 maneiras para aceder à tua criatividade natural e manter os canais desbloqueados.

1. Não cries pressupostos.

Quando presumimos, frequentemente fazemos de “ti” e de “mim” “burros”. Pressupostos são exemplos de pensamento preguiçoso por isso é preciso aprender a desafiar os pressupostos. Simplesmente, nós não queremos esperar para ter toda a informação necessária para chegar às conclusões certas. Há uma história de um cliente a sair do Banco, depois de ter trocado um cheque por dinheiro, voltar ao balcão e dizer: “Desculpe, acho que você se enganou.” A pessoa ao balcão responde, “Desculpe mas não há nada que eu possa fazer. Você devia ter contado o dinheiro. A partir do momento em que se vai embora, nós deixamos de ser responsáveis.” O que o cliente responde: “Está bem. Obrigado pelos €200 extra.”

Dica: Quando te sentires a querer tirar conclusões, espera até teres toda a informação.

2. Vê as coisas de outros pontos de vista.

Uma mente verdadeiramente aberta está pronta para aceitar que não só as outras pessoas têm pontos de vista tão válidos quanto o teu, mas que esses outros pontos de visto poderão até ser mais válidos. Conta-se que Pablo Picasso, o pintor, viajava de comboio em Espanha quando começou a conversar com um empresário rico que desprezava arte moderna. A querer provar que a arte moderna não representava devidamente a realidade, o empresário tirou da carteira uma fotografia da sua mulher e disse: “É desta maneira que a minha mulher se deve parecer, e não uma representação estilizada idiota.” Picasso pegou na fotografia, estudou-a durante alguns momentos e perguntou:”Esta é a sua mulher?” 7 Bloqueios Do Pensamento Criativo e Como Os UltrapassarO empresário abanou a cabeça. “Ela é muito pequena” disse Picasso ironicamente.

Outro exemplo é o do quadro ao lado. O que vês, uma mulher nova ou uma mulher idosa?

Dica: Não tenhas o monopólio no modo como as coisas são. As coisas nem sempre são o que parecem ser. Está pronto para considerar outros pontos de vista.

3. Evita pensar em Yo-Yo.

Algumas pessoas têm uma tendência para oscilar de um humor altamente positivo num minuto para um humor altamente negativo no seguinte, tudo por causa do que vêm à sua frente. É bastante mais saudável ficar neutro e não deixar as emoções tomar controle de si.

Dica: Lembra-se que as coisas raramente são tão boas – ou tão más – quanto pensas que elas são.

4. Livra-te de hábitos de pensamento preguiçoso.

O hábito pode ser um bloqueio enorme ao pensamento claro e um outro exemplo de preguiça. Tenta fazer esta experiência. Escreve os sobrenomes Escoceses Macdonald, Macpherson, e Macdougall e pede a alguém para os pronunciar. Depois mostra-lhes a palavra “Machinery” e vê o que acontece. É provável que a maioria das pessoas a pronuncie incorretamente. Isto acontece porque temos tendência a pensar de forma habitual e não gostamos do que não encaixa.

Dica: Não penses que só porque as coisas aconteceram de uma certa maneira uma vez, que irão voltar a acontecer novamente da mesma forma.

5. Não penses como uma pessoa idosa, pensa como uma criança.

A pesquisa mostra que o número de sinapses, ou conexões, no cérebro é em média maior numa criança de dois anos do que num adulto. A razão para isto é que, enquanto uma criança não tem uma ideia limitadora do mundo, nós, como adultos, temos. É como um 7 Bloqueios Do Pensamento Criativo e Como Os Ultrapassarescultor que começa com um grande bloco de barro, mais do que o que precisa, e depois remove gradualmente o barro ao moldar a sua escultura. Se usarmos o cérebro como uma criança,  aceitando tudo sem julgamento, nós podemos interromper e reverter o processo de envelhecimento do cérebro.

Dica: Não te preocupes com o mito da idade. Com o estímulo certo e a paixão pela aprendizagem, tu podes melhorar realmente os poderes do teu cérebro, da tua mente.

6. Vê o detalhe assim como o quadro completo.

7 Bloqueios Do Pensamento Criativo e Como Os Ultrapassar4Talvez conheças uma fábula Hindu, “Os Cegos e o Elefante.” Conta a fábula que seis sábios cegos vão ao encontro de um elefante, e cada um tenta descobrir o que é através do toque. Um dos homens cegos toca numa parte do elefante, o outro no tronco, o outro na cauda, e por aí adiante. Claro que, não sendo capazes de ver o elefante inteiro, eles chegam a conclusões inteiramente diferentes.

“É assim que os homens se comportam perante a verdade. Agarram apenas numa parte, pensam que é o todo e discutem como tolos.” – Fábula Hindu 

Dica: Tenta manter o quadro completo á tua frente ao olhar para os detalhes. Isto irá ajudar-te a colocar tudo no seu respetivo lugar e contexto.

7. Pensa para ti próprio.

Tirar algum tempo para pensar ainda é visto com maus olhos em muitas organizações que valorizam a atividade acima da criatividade. Pessoas que trabalham em organizações constrangidas de criatividade, têm mais probabilidade de pensar da maneira como devem pensar, ou como os outros pensam, ou de pensar de maneira habitual. É como o pensamento míope que Hans Christian Anderson descreve na sua história “A roupa nova do Rei.” Todos no reino se recusam a ver que o rei vai nu e que foi enganado a pensar que vai vestido num fato fabuloso para a sua coroação. Apenas um menino, que estava doente, e não participou da lavagem cultural ao cérebro, pode ver  a verdade e grita:”Olhem, o rei vai nu!”

Dica: Não deixes que os outros te digam como pensar. Quando os outros pedem a tua opinião, diz-lhes francamente.

Quando tornares estas 7 técnicas parte dos teus padrões habituais de pensamento, irás surpreender-te com a facilidade que tens em pensar em soluções novas, inovadoras e criativas para todos os problemas da vida.


Artigos relacionados:

About The Author

Eduardo Parreira da Fonseca

Licenciado em Informática, é consultor em Tecnologias de Informação, Coach com certificação internacional e frequenta o Master Coach. Criador de ComeçaAgora e autor dos livros 'Coaching Workbook' e 'Bloco de Coaching'.

2 Comments

  • Katian Caria

    Reply Reply 27/08/2013

    Alô caro Eduardo,
    Uso esta fábula nos meus cursos de Mediação de Conflitos e adorei a forma como aqui partilhaste estas 7 dicas 🙂 Aprendendo, ensinando e praticando, alcançamos a mestria 🙂
    Um abraço

    • Eduardo Parreira da Fonseca

      Reply Reply 27/08/2013

      Olá Katian.
      E boa dica a tua, a fábula tem uma utilidade prática também ao nível da Mediação de Conflitos.
      Obrigado pela partilha.
      Um abraço.

Leave A Response

Confirme p.f. * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

* Denotes Required Field